ARQUIVO.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Curiosidades sobre a Páscoa cristã.

A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes do cristianismo. As comemorações já passaram por algumas adaptações, mas a origem mais antiga vem dos hebreus e o significado é passagem.
Na Europa era festejada a passagem do inverno para a primavera e geralmente esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera era de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava o continente, dificultando a produção de alimentos.
Entre os judeus, essa passagem está relacionada com o êxodo desse povo do Egito e, também, com a passagem pelo Mar Vermelho, liderados por Moisés.
No cristianismo, a passagem comemorada é da morte para a vida. A Páscoa é a ressurreição de Cristo.

Outro significado:
A Igreja Católica é cheia de ritualismo, e embora eu não siga religião alguma já tive a minha idade das trevas, já tive a minha vida regida pela igreja, e acho muito bonita a doutrina e o ritualismo. Uma das melhores interpretações da Páscoa, pra mim, é o do dia perfeito, sendo a Páscoa a ressurreição de Cristo, é, então, o dia em que a luz venceu as trevas, o dia sem fim. Por isso aquela música "a Páscoa não é só hoje, a Páscoa é todo dia".

Quando acontece:
A Páscoa precisa acontecer sempre na lua cheia. A data é contada a partir do Natal. Então, a Páscoa sempre acontece na quarta lua cheia depois do Natal. Em função da Páscoa, o carnaval é programado para acontecer 40 dias antes, aproximadamente.

Principais símbolos:
A relação dos ovos com a Páscoa é a vida, ou início dela. Tem, ainda, quem diga que o pintainho rompendo a casca do ovo para nascer simboliza Jesus rolando a pedra do sepulcro ao ressuscitar. Na Europa era tradição presentear as pessoas queridas com ovos coloridos, os mais famosos hoje são as pissankas polonesas e as pêssankas ucranianas.
O coelho também está relacionado a vida, é o animal que representa a fertilidade, e na Europa, é o primeiro animalzinho a deixar a toca quando passa o inverno. Novamente, uma referência a saída de Jesus do sepulcro.

Quaresma:
A quaresma é um período de 40 dias que termina num domingo antes da Páscoa simbolizando o período de peregrinação e jejum de Jesus no deserto, e que, portanto, os cristãos também o utilizam para penitência. Isso inclui, a abstinência de carne. Por isso, esse longo período merece uma boa festa de adeus a carne que em latim se chama Carnis Levale. O nosso popular carnaval.
O carnaval me soa como uma festa de despedida de solteiro, com a diferença que depois da festa ninguém casa. Afinal, quem é que deixa de comer carne na quaresma? Com exceção dos vegetarianos que, aliás, já não comem nunca.

A quaresma para mim era a pior fase do ano, pois eu cresci ouvindo histórias de lobisomens, bruxas e de outros entes folclóricos que se manifestavam nesse período. E como se não bastasse isso, ainda tinha que fazer um jejum esquisito na sexta-feira da paixão. Ou seja, ser religioso é trabalhoso e mais difícil do que parece para quem acha que é religioso, mas não segue os preceitos da sua doutrina.

Nenhum comentário: