ARQUIVO.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Trem da Alegria.

Trem da Alegria foi o grupo infantil de maior sucesso na década de 1980, formado com os melhores cantores mirins da época. Apadrinhados por Xuxa Meneghel, surgiram um pouco antes do Xou da Xuxa e encerraram o grupo no último dia do programa.

Tudo começou no SBT, em 1983, quando a emissora apresentou o Festival Internacional da Criança. Um programa idealizado por Silvio Santos e exibido aos sábados que promoveu a competição entre crianças para a gravação de um disco. Participaram desse programa algumas crianças que ficaram muito famosas, como o Marcelo do grupo Dominó e as que foram chamadas para compor o Trem da Alegria. O Luciano Nassyn, Patricia Marques, Juninho Bill e Vanessa de Carvalho.

Patrícia e Luciano já eram conhecidos do público, ambos se apresentavam em programas de tv, como o Show de Calouros com Silvio Santos.

Em 1984 os dois foram convidados para gravar o álbum Clube da Criança, idealizado por Michael Sulivan, com o palhaço carequinha e Xuxa que apresentava o programa na Manchete. Michael Sulivan foi o produtor dos discos do Xou da Xuxa, com exceção do primeiro. A música É De Chocolate foi regravada no álbum Sexto Sentido, da Xuxa, em 1994.


Em 1985 Juninho Bill entrou para a dupla, formando o trio que recebeu o nome de Trem da Alegria. Nesse ano lançaram o primeiro álbum do grupo intitulado Trem da Alegria do Clube da Criança, do qual duas músicas viraram hits, Uni Duni Tê e Dona Felicidade. E contou com a participação de Fevers, Lucinha Lins, Gal Costa, Menudo, Xuxa e Pelé. Os álbuns seguintes também tiveram participação de cantores famosos.

Em 1986 o grupo ganhou uma nova integrante, a Vanessa. E foi lançado o segundo álbum, que foi o mais bem sucedido, com as canções He-Man, Fera Neném, Na Casca do Ovo e Tic Tac do Amor.


Em 1987, o grupo lançou o terceiro álbum com as canções, Thundercats, Piuí Abacaxi e A Orquestra dos Bichos. Nesse ano Patrícia Marx saiu do grupo para seguir carreira solo. Em seu lugar entrou Fabíola Braga, porém ficou por pouco tempo. Com a saída de Fabíola, Amanda Acosta foi escolhida como a nova integrante. Amanda começou cantando aos 4 anos, no programa do Raul Gil, fez comerciais, campanhas publicitárias fotográficas e integrou o grupo Do Ré Mi ao lado de Paulinho Lima do Show Maravilha.

Em 1988 o grupo lançou o quarto álbum com as canções, Iô-iô, Xa-Xe-Xi-Xo-Xuxa e Pra Ver se Cola.


Em 1989 o grupo lançou o quinto álbum com as canções Jaspion/Changeman e Pula Corda. Nesse ano Luciano e Vanessa deixaram o grupo e Rubinho foi o escolhido para integrar o Trem que manteve, então, três crianças da mesma faixa de idade. O grupo participou do filme A Princesa Xuxa e os Trapalhões.

Em 1990 o grupo lançou o sexto álbum, dessa vez sem nenhum herói como tema e tentando se conectar com o hit do momento que era a lambada, embora no álbum tivesse uma música para o Batman. Foram lançadas as canções, Lambada da Alegria e Lambada Danada. Nesse ano o grupo visitou Luanda e Portugal, onde realizou sua única turnê internacional.


Em 1991 o grupo lançou o sétimo álbum com as canções, O Lobisomem, Tartaruga Ninja e O Passarinho. Nesse ano foi realizado um concurso pela extinta Rádio Cidade para escolher um novo integrante com a intenção de substituir Juninho Bill, que então já estava com quatorze anos. O escolhido foi Ricky Bueno, que competiu com mais 10 mil outros inscritos e chegou a se apresentar com o grupo com a, ainda, presença de Juninho, permaneceu por aproximadamente 1 ano e meio e a gravadora desistiu de tirar Juninho Bill, pois àquela altura seria um tanto arriscado tirar seu integrante mais antigo.


Em 1992 o lançamento foi de uma coletânea dos sucessos do grupo com mais quatro canções inéditas, Tchaca Tchaca, Alguém no Céu, Queremos Mambo e Torre de Babel.
No dia 31 de dezembro o grupo realizou sua última apresentação durante a última edição do programa Xou da Xuxa.

Por onde andam.
Luciano Nassyn estudou música, tornou-se produtor, lançou álbuns solos e faz shows cantando as canções do Trem da Alegria.


Patrícia Marques lançou vários discos solos, de sucesso. Depois mudou o nome de Marques para Marx e mudou o estilo musical. Em 1999 se mudou para Inglaterra, fez turnê na Europa e voltou ao Brasil em 2010.

Vanessa de Carvalho fez parceria com Luan, juntos fizeram muito sucesso com a canção Quatro Semanas de Amor. Integraram o grupo Cantores de Deus e depois se mudaram para os Estados Unidos onde fundaram uma gravadora.

Fabíola Braga integrou um grupo, junto com seus irmãos, chamado Fabíola e os Heróis do Futuro, depois que cresceu gravou músicas gospel, escreveu livros e se tornou missionária evangélica.

Juninho Bill teve diversas bandas, entre elas Acesso Livre, Schulapa e Astros. Aos 19 anos, abandonou a carreira musical para ser jogador de futebol e passou pelo Corinthians, Portuguesa, Sinop do Mato Grosso e pelo Rio Branco de Americana. Nesse meio-tempo, fez faculdade de jornalismo e se tornou produtor de televisão entre os programas que trabalhou estão CQC e Agora é Tarde da Band.

Rick Bueno Continuou na música, montou uma banda de rock chamada Os Fugitivos.
Amanda Acosta se dedicou à carreira de atriz e apresentadora. Ela participou de várias peças e musicais, gravou a novela O Mapa da Mina na Globo e Chiquititas, em 2013, no SBT.

Rubinho Cabrera voltou para Curitiba, sua cidade natal, e se dedicou à carreira musical. Tem uma empresa que produz músicas sob encomenda e é tecladista da banda Sex Machine, que toca pop e rock em festas e eventos.

Curiosidades.
Algumas canções do Trem da Alegria seriam consideradas, hoje, politicamente incorretas. Uma delas dá apelidos para pessoas, de acordo com o seu nome, e outra é um bullyng total para crianças que tem cabeça grande.

Com exceção das inéditas da compilação de 1992, Xuxa participou de todos os discos do Trem da Alegria.

O Trem da Alegria se apresentou no primeiro programa do Xou da Xuxa e no último também.

Os integrantes do grupo já se encontraram algumas vezes na tv.
Em 2001, no Altas Horas na Rede Globo: Vanessa, Amanda, Luciano e Juninho Bill.
Em 2009 no TV Xuxa na Rede Globo: Amanda, Luciano, Juninho, Rubinho e Ricky.
E em 2016 no Xuxa Meneghel na Record: Luciano e Patrícia. 
Luciano e Patrícia foram namorados.


Em 2003 o grupo foi recriado. A nova formação foi constituída por Bárbara Serafim, João Augusto Matos, Yago Silva e Sayuri Oishi. O novo Trem da Alegria lançou dois álbuns e durou 3 anos.

Para assistir esse conteúdo, clique aqui.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Não reclame, sugira!

Você deve concordar que pessoas que só reclamam são muito desagradáveis, certo? E não importa quem é que está com a razão, a que só reclama piora a situação.

Uma vez eu estava na fila de um banco, entrei nos últimos minutos e tinha só duas funcionárias trabalhando. Sempre evito ir aos caixas, mas naquela ocasião não era a  minha agência e eu não podia usar o caixa eletrônico. A fila estava longa, as pessoas demoravam muito nos caixas e pra piorar uma senhora começou a reclamar da demora.

Ela falava alto e isso já começou a incomodar as pessoas que estavam na fila, pois estávamos ouvindo reclamações de algo que não tínhamos culpa. Depois de alguns longos e intermináveis minutos ela se dirigiu até um dos caixas e começou a brigar com a funcionária que já devia estar estressada pela situação e sobrecarregada de trabalho que revidou a altura e abandonou o caixa.

Resultado, todas as pessoas que estavam na fila ficaram muito bravas com essa senhora, pois, além dela julgar que o seu tempo era mais precioso que o dos outros que estavam lá, ela conseguiu piorar a situação.

Bem, em qualquer situação, quando perceber que algo está errado, faltando ou precisando de alguma correção, evite só apontar o defeito. Sugira uma solução e se possível se ofereça para solucionar. Mas se você não tem interesse, tempo, ou aptidão para ajudar, no mínimo diga o que está acontecendo em privado para alguém que possa solucionar o problema.

Ah, e se puder falar com um leve sorriso, sem sarcasmo é claro, será mais simpático. Ajude a construir um mundo melhor. Fica a dica.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Grupo Dominó


O apresentador Gugu Liberato pegou carona no sucesso do grupo menudo e lançou no Brasil o grupo Dominó. O lançamento aconteceu em 1984 com os seguintes integrantes: Afonso Nigro, Nill Santos, Marcos Quintela e Marcelo Rodrigues. Os garotos tinham entre 14 e 15 anos e tiveram o seu clipe de estréia, Companheiro, apresentado no Fantástico.

A música foi lançada em um compacto que continha ainda a canção Ela Não Gosta de Mim, as duas foram inseridas no primeiro álbum do grupo no ano seguinte, em 1985, que tinha ao todo 10 canções. O disco contava também com a participação do grupo Balão Mágico.

Em 1986 o grupo lançou o segundo álbum e a música que mais emplacou nas rádios foi Mariá. No mesmo ano foi lançado um disco em espanhol que fez muito sucesso no mercado latino. Esse LP tinha uma regravação da música "Lindo Balão Azul", de Guilherme Arantes.


Em 1987 o grupo já era um fenômeno e lançou o terceiro LP com os sucessos 'P' da Vida, Manequim e Medusa. E foi o ano que o quarteto estreou no cinema no filme Os Fantasmas Trapalhões.

Em 1988, o "álbum preto", como é conhecido, mostrou uma fase de amadurecimento do grupo e apresentou músicas de caráter mais reflexivo como, Com Todos Menos Comigo, Bruta Ansiedade e As Palavras que teve a participação de Angélica.
Nesse ano os rapazes participaram de dois filmes: Os Heróis Trapalhões - Uma Aventura na Selva e Os Trapalhões na Terra dos Monstros, onde cantam a canção Paraíso.


Em 1989 a saída do Nill coincidiu com a estréia do grupo Polegar que apresentava um novo formato de boy band e o Dominó começou a perder espaço na mídia.

O quinto álbum foi lançado em 1990 e tinha o hit Maria. Os três rapazes continuaram juntos por mais um tempo até a saída de Afonso.

Em 1992 Afonso saiu do grupo, então a Promoart e a Sony Music resolveram remontar o quarteto com o ator, cantor e bailarino Ítalo e o cantor e apresentador Rodrigo Faro. Além do rápido sucesso de O Que Eu Te Ponho, a música Sem Compromisso, que tinha participação de Mara Maravilha, então namorada de Marcelo, foi a que teve mais repercussão.


Em 1993, Marcos deixou o grupo e foi substituído por Fábio e no mesmo ano Marcelo também se despediu do Dominó dando lugar a Valmir.

Em 1995 o grupo foi totalmente reformulado. Rodrigo Phavanello, Héber Albêncio, Valmir e Ricardo foram lançados com a música Oh! Carol. Nem o grupo e nem a música conseguiram boa repercussão e praticamente desapareceram da mídia.

Em 1997 com a troca de Valmir e Ricardo por Cristiano Garcia e Rodriguinho o grupo conquistou um novo público e o mercado internacional com a canção Baila, Baila Comigo.


Essa mesma formação gravou um álbum chamado Give Me Love em 1999.

Em 2001 Rodrigo Phavanello deixou o grupo e deu lugar a Klaus Hee. O grupo lançou o álbum La bomba.


Após alguns anos sumidos, o grupo voltou em 2003 sem a Promoart, com novos integrantes e uma nova proposta. A formação foi composta por Maike Eversong, Ricky Fell, Diego Pompeu e Leandro Lemos. O álbum lançado se chamou Vem Ver.
Com a saída de Maike Eversong dois novos integrantes foram selecionados, Julio Rua e o ex-modelo e ator Arthur Cezar. Essa formação foi considerada pela produtora como a última formação oficial do grupo Dominó.

No ano de 2008 houve uma nova tentativa de colocar o grupo no mercado fonográfico, mas com um nome diferente, DMO.
Primeiro foi com os ex-integrantes Arthur Cezar e Leandro Lemos que se juntaram a Alexandre Albertoni e Isaac, mas não conseguiram se manter por muito tempo.
Depois, com Rafael Pires, Vinícius, Thalis e Jojo que ensaiaram e gravaram o primeiro álbum que teria quatro canções inéditas e oito regravações da primeira formação, mas essa formação não prosseguiu. Finalmente com João Paulo Damazio, Leandro Naiss, Rachid Camargo e Thiago Ruffineli o grupo foi lançado no final do ano e se desfez em 2009.

Por onde andaram aqueles que foram os pioneiros do grupo?

Afonso Nigro seguiu carreira solo e trabalhou com vários artistas. Gravou novelas no Brasil e no México, tornou-se produtor musical e fez trilhas sonoras para o SBT, além de ser jurado dos programas Cantando e Ídolos Kids na mesma emissora.

Marcos Quintela tornou-se empresário e empresariou a apresentadora Eliana, de quem foi namorado. Em 2010 foi nomeado presidente da Young, agência de publicidade de Roberto Justus.

Nill seguiu carreira solo, tornou-se advogado, professor de direito, formou-se em tologia e virou pastor em Curitiba. Depois que saiu do grupo, ainda participou de mais dois filmes dos Trapalhões, Uma Escola Atrapalhada (1990) e Os Trapalhões e a Árvore da Juventude (1991).

Marcelo Rodrigues investiu em uma empresa de transportes e mora em Orlando, Flórida.


Curiosidades.

Ítalo Coutinho se mudou para a Europa para seguir carreira solo, em 2014 assumiu sua homossexualidade.

Rodrigo Phavanello, Klaus Hee e Alexandre Albertoni posaram nus para a revista G Magazine. Rodrigo em duas edições.

Nill disse que saiu do grupo porque ele era muito competitivo e queria mais espaço.

Veja o vídeo aqui.

Grupo Dominó.

Eles formaram um dos conjuntos musicais mais bem sucedidos dos anos 80 e apesar do desgaste do nome, a marca Dominó seguiu sendo explorada até os anos 2000.
Conheça um pouco da história.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Sobre as eleições 2018.

Eu faço parte do grupo de pessoas que não conseguem entender como alguém é capaz de votar em um cara como o Bolsonaro para presidente do Brasil.

Pois bem, deixemos de lado todos os lembretes do perigo que esse cara representa para o país em termos de avanços cívicos e de direitos humanos e levemos mais em consideração o que ele representa para a governabilidade do país.

Cegas por um ódio incitado por um grupo de políticos que receberam apoio da mídia, as pessoas torceram pela derrubada da presidente Dilma e ainda cegas pelo mesmo ódio que os impede de ver as bárbaries dos que odeiam o PT continuam fazendo apenas para lustrar o seu brio ao invés de demonstrar real intenção em fazer algo de verdade pelo país, essas pessoas resolveram apostar suas fichas em um cara que não tem a menor condição de assumir a presidência apenas para não votar em outro cara que está filiado ao partido de Lula, que aliás está preso sem provas contundentes pelos seus crimes.

Não adiantou berrar e esfregar na cara dos eleitores do Bolsonaro tudo o que ele é de malévolo e o quanto ele é dissimulado. E infelizmente não vai adiantar gritar e esfregar na cara das mesmas pessoas que ele não tem preparo nenhum para ser presidente e não fará em 4 anos o que deixou de fazer em quase 30.

Chega a doer e dar vergonha alheia ver pobres torcendo para um cara que uma vez na presidência, vai governar para os ricos empresários da clase mais baixa que até agora estiveram escondidos e que nunca nem se deram o trabalho de pesquisar no Google o que significa direita em termos políticos.

Se você assistiu o filme O Rei Leão, a cena que mais ilustra o futuro sombrio com Bolsonaro na presidência é aquela em que Scar pronuncia o seu discurso de posse da liderança dos leões e inicia parceria com as hienas e as mesmas surgem mostrando os dentes direto da escuridão.

Que todas as forças da natureza e a lei que rege o universo nos salve dessa gente que está ateando fogo na lona sem se dar conta que vão morrer queimados com todos os especatores desse circo de horrores. Amém.

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

30 Anos de Clube da Criança com Angélica.


Em outubro de 1988 re-estreou um dos principais programas da Rede Manchete, o Clube da Criança.

Esse foi o melhor programa infantil da emissora e sua história começou praticamente junto com a própria Manchete, um dia depois do início de suas operações, no dia 6 de junho de 1983 com Xuxa Meneghel. A, então modelo, iniciou sua carreira de apresentadora e cantora e ficou no comando da atração até o começo de 1986 quando mudou para a Rede Globo e o Clube da Criança só voltou na grade da emissora mais de 2 anos depois com Angélica.

Angélica havia estreado como apresentadora no programa Nave da Fantasia substituindo a Simony, mas devido a baixa audiência o infantil foi tirado do ar e a sua nova oportunidade de mostrar o seu talento aconteceu com a volta do Clube no ar.


A vinheta de abertura do programa lembrava muito a vinheta do Xou da Xuxa de 1987. Nos primeiros dias ela dividia a apresentação com Ferrugem, depois assumiu o comando sozinha e rapidamente conquistou fãs, anunciantes e o diretores da emissora, inclusive o dono que esteve com ela no seu aniversário de 15 anos, ainda nos primeiros meses do programa. E no mesmo ano lançou o seu primeiro álbum que vendeu mais de 2 milhões e meio de cópias com a música Vou de Táxi.


Em 1989 a vinheta se manteve a mesma, mas o programa ganhou um cenário mais colorido, um parque de diversões, e Angélica lançou o seu segundo álbum.


Em 1990 o programa teve o melhor cenário de todos os tempos do Clube da Criança, e talvez o melhor cenário de todos os programas infantis, e também a melhor vinheta de abertura. Neste ano Angélica lançou o seu terceiro álbum.


Em 1991 a vinheta se manteve a mesma do ano anterior e o Clube ganhou um cenário mais modesto, mas ainda com bastante espaço. Angélica lançou o quarto álbum. Ela figurava entre as principais musas infantis que tinham o seu meio de transporte, Xuxa a sua nave espacial e Mara Maravilha o seu trem, e embora a entrada triunfal da apresentadora seja lembrada em um balão, isso aconteceu somente neste ano.


Em 1992, seguindo a tendência Xou da Xuxa e Show Maravilha, a vinheta era um desenho animado, foi o último ano da apresentadora no programa, o cenário parecia uma cidade espacial, futurista, mas visivelmente pobre em relação aos anos anteriores, dado os detalhes dos elementos e do espaço físico do estúdio. A emissora não passava por uma boa fase, mas Angélica lançou o seu quinto álbum que foi o que ganhou mais repercussão depois do seu álbum de estréia.
Sempre apresentado a tarde, neste ano o Clube da Criança chegou a ir ao ar pela manhã, mas não alcançou bons índices de audiência e voltou para o período vespertino.


Camila Pitanga, Giovanna Antonelli, Geovanna Tominaga e Mateus Rocha foram assistentes de palco do Clube da Criança.

Assista o vídeo aqui.

Angélica no Clube da Criança - Túnel do Tempo.

O período com a menina da mancha na perna foi o melhor do Clube da Criança.
Veja a história no vídeo abaixo.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Eduardo Sterblitch fica pelado em Amor & Sexo.

O humorista Eduardo Sterblitch já mostrou que é um bom humorista, ator, cantor e muito corajoso também, mas ainda faltava uma coisa a ser superada, a nudez. E ele fez isso nessa nova temporada do programa Amor & Sexo.

Ele contou que tinha vergonha de ficar nú até na frente da própria esposa e agora se despiu totalmente diante das câmeras com plateia e convidados, inclusive diante do ator Juliano Cazarré que, aliás, já é um especialista em tirar a roupa devido os seus vários trabalhos em cinema onde se mostrou sem pudor, até com o pênis ereto em uma cena de sexo no filme Boi Neon.

Eduardo brincou dizendo que fez pintocóptero diante de Juliano.

O programa estreia dois dias depois das eleições. Aguardemos.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Quanto tempo de vida te custa os teus gostos?

Há um filme que já vi duas vezes, não porque seja maravilhoso e recomendável, mas porque eu estava na companhia de pessoas que queriam vê-lo e ele não é de todo ruim. Chama-se In Time, lançado em 2011 com Justin Timberlake no papel principal, e traduzido para O Preço do Amanhã no Brasil.

Trata-se de um mundo onde as pessoas amadurecem fisicamente até os 25 anos e a partir de então deixam de envelhecer, mas para continuar vivendo precisam ganhar tempo. Ou seja, a moeda corrente é tempo de vida, e enquanto alguns serão imortais com suas milhões de horas acumuladas, outros precisam batalhar para continuar vivos no dia seguinte.


Não sei se José Mujica, o ex presidente do Uruguai, viu esse filme ou outra coisa qualquer que talvez até o próprio diretor Andrew Nicool tenha se inspirado, mas ele já comentou que as coisas que compramos não pagamos com dinheiro e sim com tempo de vida, e isso faz todo sentido.


Estive pensando nisso recentemente. Quanto tempo temos que trabalhar para conseguir o valor que necessitamos para comprar algo que precisamos ou apenas queremos para uma realização pessoal?

A vida é muito mais preciosa do que qualquer capricho, então, se esse presente seja material ou algo como uma viagem, vai contribuir para a sua/felicidade, e é mais importante do que o tempo que você vai dexar de viver para conseguí-lo, está tudo bem.


E como temos que trabalhar para suprir as necessidades mais básicas que é comer e ter um abrigo, é importante escolher uma profissão que gere prazer. Aliás, qualquer atividade quando é executada por necessidade ou obrigação deixa de ser prazerosa, então o desafio é encontrar um trabalho que gere o menos possível de estresse.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Enigmas das Atualidades de setembro.

Você gostaria de chegar aos 60 anos com um corpo de fazer inveja a um cara de 30? Veja quem foi o ator que conseguiu tal façanha.

Enquanto um fã morreu, literalmente, de amor por Xuxa. Outra fã está morrendo, no sentido figurado, de ódio por Britney Spears. Saiba o que aconteceu.

E a nova música do grupo Rouge, Dona da Minha Vida, que aqui tem só um trechinho, mas deixa uma dúvida no ar. Elas estão cantando um manifesto contra o machismo, ou é uma indireta a alguém que as explorou financeiramente quando foram lançadas no mercado fonográfico?

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Lana Del Rey - Mariners Apartment Complex.

Se você é fã de Lana Del Rey, fique feliz, apesar dela sempre expressar tristeza, pois já temos uma nova música para a nossa alegria.
Trocadilhos bobos a parte, ouça, é bonitinha.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Batman em nudez frontal.

E não é que nudez gera burburinho até quando o protagonista da cena não é real.

Pois é, o Batman que já teve diferentes visuais e trajes, tanto nos quadrinhos quanto nas telonas e telinhas está totalmente despido e mostrando mais do que jamais imaginaríamos ver.


Em um novo selo projetado para um público adulto, denominada "DC Black Label", que reúne os melhores roteiristas e artistas, em sua primeira edição, "Batman: Damned", uma série do escritor Brian Azzarello e do artista Lee Bermejo que segue Batman e John Constantine investigando o mistério do assassinato do Coringa, o homem morcego mostra que é anatomicamente humano em sua totalidade.


A nudez sem censura está presente na versão impresa do quadrinho, mas a editora decidiu que o conteúdo era maduro demais para o lançamento digital e, portanto, apagaram as partes íntimas do personagem. De acordo com o The Hollywood Reporter, a imagem também vai ser editada para as próximas edições impressas, por mais que 115 mil cópias já estejam circulando no mercado. Então, se você é fã do herói, corra para garantir um exemplar desses porque depois vai valer uma fortuna.


Enquanto isso, o destino de Batman nas telonas permanece indefinido. Não é certo se Ben Affleck, que atuou em Batman Vs Superman e Liga da Justiça, retorna ao papel do herói. Apesar disso, a Warner Bros. está desenvolvendo, fora do Universo Estendido da DC, um filme solo do vilão Coringa.

Filmes que foram refeitos.

Alguns filmes se tornam clássicos do cinema e com o passar do tempo, por razões diversas, faz-se necessário regravá-lo e com as tecnologias atuais, a releitura da obra pode deixá-lo ainda mais interessante, o que não é uma regra, pois em alguns casos o mais antigo continua sendo o melhor. E tem também aqueles filmes que pedem uma regravação porque a primeira tentativa não funcionou direito, e isso não tem nada a ver com a tecnologia e, sim, mais a ver com o roteiro e direção. 

Nosferatu é uma leitura do livro Drácula de Bran Stoker, o filme foi gravado na Alemanha, em 1922, pelo diretor Friedrich Wilhelm Murnau. Como os herdeiros do escritor não concederam aos produtores autorização para adaptar a obra, os personagens tiveram os nomes trocados, mas o plágio foi percebido e em um processo por violação de direitos autorais a justiça ordenou a destruição das cópias do filme. Algumas delas, entre as muitas já distribuídas, permaneceram guardadas até a morte da viúva de Bram Stoker e estão hoje em dia disponíveis em versões restauradas. O filme teve uma refilmagem em 1979, Nosferatu: Phantom der Nacht, dirigida por Werner Herzog.


O Incrível Hulk ganhou uma série para tv em 1978 e o personagem foi interpretado por dois atores, o Bill Bixby que interpretava o David Benner e o Lou Ferrigno, Mister Universo e campeão de fisiculturismo, que interpretava o Hulk transformado. O primeiro longa chegou nos cinemas em 2003, estrelado por Nick Nolte e dirigido por Ang Lee. O filme foi distribuído pela Universal Pictures e não agradou os críticos, nem os fãs, a ponto de esse filme ter sido ignorado e outra versão ter sido produzida em 2008, estrelado por Edward Norton e dirigido por Louis Leterrier.


Em relação ao Super Man, teve mais de uma tentativa de resgate do prestígio do Herói. O primeiro filme de sucesso estrelou em 1978, e a sequência que saiu em 1980 não funcionou muito bem, ainda assim ganhou mais dois filmes, em 1983 e 1987. Foi essa sequência que marcou a imagem de Christopher Reeve como o homem de aço. Em 2006 estreou nos cinemas o filme Superman Returns, com direção de Bryan Singer e estrelado por Brandon Routh, que seria a continuação do segundo filme da série iniciada na década de 70, mas apesar das críticas positivas e da arrecadação de cerca de 391 milhões de dólares, a Warner Bros se mostrou desapontada e declarou não possuir interesse na produção de continuações. Em 2013 estreou o Homem de Aço, dirigido por Zack Snyder e estrelado por Henry Cavill. O filme é fruto de um projeto que se iniciou em 2008, quando a Warner Bros começou a receber propostas de escritores de quadrinhos, roteiristas e diretores, optando por reiniciar a franquia, e a decisão se deu após uma decisão judicial que entregou os direitos da origem de Superman de volta para a família de Jerry Siegel junto com o direito autoral, afirmando que a Warner não devia a família royalties adicionais dos filmes anteriores, porém se não começassem a produção de um filme do personagem até 2011, então, os espólios de Siegel e Joe Shuster poderiam processar o estúdio pelo lucro perdido por um filme não produzido.


Spider-Man, assim como Incrível Hulk, Super-Man e Batman, também teve uma série de tv na década de 70, mas o primeiro filme da franquia só estreou nos cinemas em 2002 com Tobey Maguire no papel principal e dirigido por Sam Raimi. O filme arrecadou mais de 400 milhões e foi a maior bilheteria do ano. O segundo filme chegou nos cinemas 2 anos depois, em 2004, e repetiu o êxito do primeiro. O terceiro filme estreou em 2007 e se tornou a segunda produção de maior bilheteria da Sony Pictures Entertainment, ficando atrás apenas de Skyfall. Após o sucesso de Spider-Man 3, foi previsto que Raimi dirigiria Spider-Man 4, no entanto, divergências entre Raimi e a Sony fizeram com que diretor deixasse o projeto, e assim Sony cancelou o filme. Pouquíssimo tempo depois, Andrew Garfield estrelou um reboot lançado em 2012, ganhando uma sequência em 2014. O terceiro filme desse reinício já tinha sido divulgado, mas após um acordo inédito entre a Sony e a Marvel Studios, Homem-Aranha voltou para os cinemas fazendo parte do Universo Cinematográfico Marvel. Desta maneira, o personagem ganhou um novo ator, o jovem Tom Holland, que recomeça a história, mas omite os eventos que fizeram parte dos filmes anteriores, como a morte de Ben Parker, o Tio Ben.



Batman teve sua estreia no cinema em 1989 sob direção de Tim Burton e interpretaçao de Michael Keaton como Bruce Wayne, o Batman. Em 1992 a dupla, de ator e diretor, repetiu a parceria em Batman o Retorno. Em 1995, Tim Burton produziu o Batman Forever, mas a direção ficou a cargo de Joel Schumacher, e o personagem principal foi interpretado por Val Kilmer. Apesar do desentendimento do ator com o diretor e sua equipe, o filme foi o segundo lugar na arrecadação de bilheterias do ano. Depois, em 1997, estreou Batman & Robin no topo das bilheterias e recuperando seu orçamento, mas foi o filme menos lucrativo do herói e recebeu 11 indicações na cerimônia de 1997 do Framboesa de Ouro, que seria como um troféu abacaxi, incluindo uma para Pior Filme, e frequentemente é listado entre os piores filmes de super-heróis de todos os tempos. Schumacher disse que queria homenagear a brega série dos anos 60 e acusou o mal resultado pela pressão dos estúdios. Após isso, a Warner Bros cancelou o projeto de Batman Triuphant e a série foi reinicializada com o filme Batman Begins em  2005 pelo diretor Christopher Nolan e com Christian Bale no papel principal, que aliás, produziram a melhor série do homem morcego até agora, dando sequência em 2008 com The Dark Knight e em The Dark Knight Rises em 2012.

Veja o vídeo aqui.

5 Filmes que foram refeitos.

Nosferatu, Incrível Hulk, Super-Man, Spider-Man e Batman são alguns dos filmes que precisaram ser refeitos. Acompanhe a breve história sobre esses longas.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

E outra música de cher - Gimme! Gimme! Gimme!

Além de SOS, já temos Gimme! Gimme! Gimme! na voz de Cher, essa é a música que contém os acordes que Madonna usou, devidamente aprovado pelo grupo ABBA, em sua música Hung Up, em 2005.