ARQUIVO.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

A última moda em Paris.

Quem é que nunca ouviu a frase "esta é a última moda em Paris", mesmo que tenha sido de brincadeira? Aliás, eu não sei se alguém diz isso de verdade.

A questão é que ao passear pela capital da França, o que percebi é que os franceses não parecem ter a intenção de acompanhar alguma moda.

Cheguei em um dia frio de outono, e a temperatura se manteve em torno dos 8 graus em todos os dias que estive lá. Além das blusas, cachecol e luvas, usei um protetor para as orelhas e me senti elegante, como a maioria das pessoas que gostam de frio no Brasil se sentem no inverno. Notei que a maioria das pessoas faziam jus a esta fama, de se vestirem com elegância, embora isso seja mais uma questão comportamental do que de vestimenta, mas percebi também que eles, os parisiences, são despreocupados com as vestimentas.

Tudo bem, as blusas que a maioria da população usa nas ruas para caminhar e andar de transporte público são como as que usamos em ocasiões especiais no Brasil, mas mesmo para irmos à padaria, tomamos cuidado para que nossos trajes estejam impecáveis e o que vi nas ruas de Paris foi um festival de casacos bonitos cheios de pelos e fios brancos, além de lenços com fio puxado e sapatos roídos e até quebrados pelo uso. Pensei: bem que podia dar uma escovadinha nessa blusa antes de sair de casa, não?!

Isso não é exagero.

Eu vi pessoas em trajes lindíssimos que pareciam ter saído de um filme e fiquei na dúvida se eram nativas, artistas, ou turistas caracterizados segundo suas fantasias relacionadas a cidade luz. Mas vi muita gente com um certo desleixo em seu modo de se vestir e isso não é negativo, pelo contrário, eu gostei do que percebi. Foi mais um paradigma quebrado, aquele construído pelos chavões de filmes da Sessão da Tarde, de telenovelas e de revistas de fofoca.

A última moda em Paris tem tanta força quanto a última moda de Milão, ou de São Paulo. Ou seja, nem uma e toda. Nem uma para quem não acompanha, e toda para que vive em função dela.

Particularmente eu prefiro pessoas que tem estilo e o estilo está fora da instabilidade da moda.

Nenhum comentário: