ARQUIVO.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Lembra de Britney Spears no WMA de 2007? Já faz 10 anos.

Britney Spears faz jus ao título de princesa do pop. Ela já passou por altos e baixos ao longo de quase 20 anos de carreira e continua bem, obrigado. Em setembro de 2017 completou 10 anos daquele desastroso VMA na vida da cantora.

O VMA é uma premiação criada pela MTV dos Estados Unidos. Nós tivemos a versão brasileira quando a MTV era transmitida em canal aberto no Brasil. A premiação foi criada em 1984 como forma de enaltecer os melhores videoclipes do ano. As categorias foram reformuladas a fim de prestigiar mais os artistas e as músicas, mas sem deixar de prestigiar os melhores videoclipes produzidos durante o ano.
Britney faz parte da história do VMA. Ela começou sua carreira ainda adolescente no Clube do Mickey e em 1999 lançou o seu primeiro álbum. A música Baby On More Time vendeu mais de 10 milhões de cópias em um ano. Ainda assim, a cantora se lançou em carreira solo abrindo show de grupos que faziam sucesso na época, como N’sync e Backstreet Boys.

O diretor David LaChapelle trabalhou com Britney no clipe Everytime e disse que na ocasião percebeu que ela não queria aquela carreira, pois durante as gravações do vídeo mencionou abandonar o trabalho. Ele acredita que ela tenha sido fruto da insistência de seus pais que a levavam para concursos desde muito cedo.
Britney participou pela primeira vez do VMA em 2000, com o segundo álbum. Depois, em 2001, com o terceiro álbum. Em 2003 ela abriu o VMA com Christina Aguilera e Madonna. Depois disso Britney deu uma pausa em sua carreira, casou, teve filhos, produziu um reality show, envolveu-se em uma série de polêmicas, divorciou-se, perdeu a guarda dos filhos, raspou a cabeça e quase torrou toda a sua fortuna em bebedeiras.

Ela se esforçou, mas talvez não o suficiente, para voltar à sua carreira e abriu o VMA de 2007. Foi duramente criticada pelo seu desempenho, pois estava fora de forma, lenta, não conseguiu nem dublar direito, dançar então nem pensar e causou constrangimento até entre os artistas presentes na plateia. Além de gritar que estava gorda feito uma porca quando deixou o palco, sem se dar conta que seu microfone estava aberto.
Apesar de não ter conseguido divulgar direito seu álbum e o vídeo da terceira música de Blackout ter sido um desenho animado, o álbum é considerado o melhor da carreira de Britney e eleito o melhor álbum pop da década. Isso reforçou o argumento de que ela é muito produzida e a julgar pela má fase em sua vida pessoal, nesse álbum, de tão bem feito que ficou, ela não precisava nem cantar para vender.

Em 2011 ela recebeu o prêmio MTV Vídeo Vanguard Award no VMA pela sua representatividade na música e voltou a se apresentar na premiação em 2016. 

Nenhum comentário: