ARQUIVO.

sábado, 3 de junho de 2017

Sam Alves.

Samuel Martins Alves nasceu em Fortaleza, no dia 3 de junho de 1989.
Quando tinha apenas dois dias de vida, Sam foi abandonado em uma caixa de sapatos na porta de uma casa, em Fortaleza, Ceará. Com ele, um bilhete escrito com dificuldade dizia que ele havia nascido no dia 3 de junho de 1989 e tomado mingau às 15h daquele dia 5, quando Luiz e Raquel Alves o encontraram. O garoto havia acabado de completar quatro anos quando sua família decidiu ir para os Estados Unidos.
Sam cresceu e foi educado em Massachusetts. O pai havia virado pastor e a mãe fazia limpeza.

Aos 14 anos, sua mãe, Raquel, começou a treiná-lo para cantar na igreja, e em 2003, os dois voltaram ao Brasil para um trabalho missionário. Sam continuou se aperfeiçoando na Escola de Música de Brasília e chegou a gravar um álbum independente de música gospel. Quatro anos depois, os dois voltaram para os Estados Unidos, onde seu pai, Luís, havia ficado sozinho. Logo em seguida, o casal se separou. Sam ficou com a mãe, com quem passou por algumas dificuldades financeiras para que pudesse seguir seu sonho de cantar profissionalmente. Fez parte de alguns grupos de coral em sua cidade, mas nunca chegou a deslanchar.

Em abril de 2013 Sam participou das audições às cegas da quarta temporada do The Voice USA. Ele cantou "Feeling Good", clássico na voz de Nina Simone. Os quatro técnicos, Adam Levine, Blake Shelton, Usher e Shakira, demonstram estar gostando, mas nenhum deles apertou o botão. Shakira, visivelmente arrependida, pediu licença aos colegas para falar em português: “Eu adorei você. Acho que você é um cantor realmente bom.”
No mesmo ano, em outubro, Sam participou das audições às cegas da versão brasileira do talent show cantando "When I Was Your Man" de Bruno Mars e fez com que todos os quatro técnicos virassem a cadeira. Lulu Santos elogiou a performance: “Para mim, foi muito interessante ver a sua entrega a sua arte. Você não estava fazendo para a plateia nem para a câmera, estava fazendo para você.” Sam escolheu Cláudia Leitte como sua mentora: “Quero cantar com ela”.A música de sua audição foi disponibilizada para download digital na iTunes Store e ficou em primeiro lugar, à frente até da versão original de Bruno Mars.
Sam venceu o programa com 43% dos votos populares dentre os mais de 29 milhões de participações.

Em abril de 2014, o cantor lançou seu primeiro álbum, que estava previsto para novembro do mesmo ano. O álbum foi recebido com críticas mistas do público e críticas negativas de especialistas, que consideraram o trabalho como "sem identidade" e "confuso", pontuando apenas 38%.
No dia 17 de julho, lançou o clipe oficial de "Be With Me".
Em menos de um ano após o lançamento do primeiro álbum, Sam disponibilizou no iTunes o segundo, intitulado ID, em 31 de março de 2015 pela Universal Music, produzido por Dalto Max, Gino Martini e William Narine.
Alcançou o 70º lugar no iTunes Brasil em seu lançamento e foi considerado um dos maiores fracasso de vendas do ano, mesmo atendendo as expectativas de vendas da gravadora.
Foi recebido com críticas positivas pelo público e críticas negativas dos críticos especializados, que consideraram o álbum "um martírio aos ouvidos" e "novamente sem identidade". O álbum pontuou em 40%.

Em março de 2017, ao ser questionado, no Twitter, se era hétero, Sam respondeu que não.

Nenhum comentário: