ARQUIVO.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

A Força do Querer, a nova novela das 21h da Globo, e os percalços da produção.

A novela de Glória Perez que estreia nesta segunda-feira dia 3 de abril, e que não terá a história dividida entre Brasil e outro país, mas certamente terá muita dancinha, precisou passar por alguns ajustes.
Inicialmente a autora pretendia realizar uma minissérie sobre a ex-primeira-dama do tráfico de drogas do Rio de Janeiro, mas acabou por incorporar a história na novela. Para isso, Juliana Paes fará a personagem Fabiana Escobar que ficou conhecida como a Baronesa do Pó.
A personagem Rita (Ritinha) de Isis Valverde foi Inspirada na sereia profissional Mirella Ferraz. A atriz fez aulas de apneia e treinou por cerca de 3 meses com uma cauda de silicone. Confesso que tenho expectativas de que suas cenas matem as saudades do que foi Pantanal na extinta Rede Manchete, ou Riacho Doce da própria Globo, que tinham muitas imagens submersas e cenas deslumbrantes de natureza viva.

Algumas gravações já foram feitas em Belém, no Mercado Ver-o-Peso e em Manaus, onde a Vila de Acajatuba serviu como locação para a fictícia Parazinho. E durante as gravações na Região Norte, alguns atores sofreram com problemas de saúde, como Fiuk (Ruy) que viajou com o vírus H1N1, Marco Pigossi (José Carlos - Zeca) e Zezé Polessa (Edinalva) que tiveram infecção intestinal, e Tonico Pereira (Abel) que foi internado por pneumonia.

Fábio Assunção foi escalado para interpretar Eugênio, mas se desligou da produção ao optar participar de uma série prevista para entrar em produção ainda em 2017. Dan Stulbach entrou em seu lugar.
Leopoldo Pacheco seria Junqueira, porém foi remanejado para o elenco de Novo Mundo e João Camargo assumiu o papel. Daniel Rocha fez teste para interpretar Ruy, mas foi Fiuk quem teve melhor desempenho e ficou com o papel de protagonista. Vera Fischer foi cogitada para o elenco, porém por divergências com a autora e magoadinha desde a novela Salve Jorge onde ficava só sentada atrás de um balcão, foi substituída por Betty Faria.
Neuza Borges não está na relação do elenco. Antonio Calloni, Helena Ranaldi, Ana Beatriz Nogueira, Deborah Secco e Chay Suede foram alguns dos atores que deixaram o elenco da trama e tiveram que ser substituídos.

A princípio a novela se chamaria À Flor da Pele e seria exibida a partir de outubro de 2016, mas com o remanejamento de Velho Chico após A Regra do Jogo, A Lei do Amor antecedeu a trama. Além disso, Glória pretendia repetir a parceria com Mauro Mendonça Filho, mas por questões de agenda, Rogério Gomes ficou com a direção artística.
O título foi alterado porque a primeira opção já estava registrada, sobrou então Flor do Querer e A Força do Querer. Dessas, a segunda opção foi oficializada, mas confesso que achei a primeira mais poética.

Nenhum comentário: