ARQUIVO.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

5 Mentiras que abalaram o mundo do entretenimento.

As revistas de fofocas de celebridades já ocuparam boa parte das bancas, elas tinham posto de destaque. Hoje em dia nós temos muitos blogues e sites que fazem a vez das revistas, além dos jornalistas especializados na área que ocupam também a grade da tv. O problema é que alguns profissionais não são tão éticos e para ganhar visibilidade acabam inventando notícias. Mas isso não é de hoje.
Separei 5 mentiras que nos enganaram por muito tempo.
Veja.

5 – Silvio Santos é careca.
O mito teve origem no início da década de 1970, quando a revista Melodias, que cobria o mundo das celebridades, estava com os dias contados.
O diretor Plácido Manaia Nunes expôs a situação a Sílvio e pediu autorização para publicar uma montagem do apresentador careca na capa da revista. Com sua autorização, a edição de novembro de 1971 foi para as bancas e vendeu 4 vezes mais do que vendia até então e salvou a revista da falência.
Mesmo a brincadeira tendo sido desmentida a informação se propagou e chegou até os dias de hoje. Muita gente ainda acha que Silvio Santos é careca.
Em 2008, em seu programa, Maísa puxou o cabelo do apresentador e exclamou: “É peruca, é peruca!”. Agora em março o seu cabelo voltou a ser notícias, mas porque ele tinha resolvido deixar os fios brancos, o que durou 3 dias apenas.
Eu acho que ele usou, em alguns momentos, um aplique para dar mais volume ao cabelo, como no dia em que Maísa puxou. Ou na ocasião foi só o efeito do laque mesmo que fez parecer que era peruca.

4 – A morte de Amin Khader.
Em junho de 2011 o promoter Amin Khader teve sua morte anunciada. David Brasil, que era um grande amigo postou na internet a notícia se lamentando pela perda, segundo informação que havia recebido da sobrinha de Amin. O site Ego e a Rede Record chegaram a noticiar o ocorrido, mas pouco depois Amin entrou ao vivo para provar que estava bem.
David e Amim já tiveram até conta conjunta e agora são inimigos. Amim moveu processo contra David, que não pode falar o seu nome em público, e David disse que não teve culpa de nada, pois foi o próprio a Amim que forjou sua morte.
Além de promoter, Amin publica notícias de famosos e disse que por conta disso não é mais convidado para festas, pois algumas notícias são aquelas que a pessoa envolvida não gostaria que fosse a tona.

3 – A dupla Milli Vanilli.
Milli Vanilli foi uma dupla alemã de reggae e dance music formada pelo francês Fabrice e o germânico-americano Rob Pilatus.
O álbum de estréia da dupla alcançou altas vendas internacionalmente e os premiou com um Grammy de Melhor Artista Estreante em 1990. A fraude foi revelada em julho de 1991 durante um show ao vivo gravado pela MTV. Na ocasião, uma música emperrou repetindo várias vezes a mesma frase e, desesperado, um dos vocalistas saiu correndo do palco. Os fãs pareceram não se importar, mas críticos perceberam e atacaram a dupla. Depois revelaram que eles não cantavam música nenhuma, apenas dublavam as canções que eram gravadas por um grupo.

2 – Michael Jackson não queria ser negro e por isso clareou a sua pele.
Michael Jackson foi uma das personalidades mais exóticas que tivemos. O cantor era cheio de manias e demonstrava um certo exagero em tudo o que fazia. Muitos mitos foram criados em seu torno e mesmo ele afirmando o contrário, alguns boatos eram mais fortes do que as declarações do próprio cantor. Por exemplo, diziam que Michael não gostava de ser negro e por isso fez várias cirurgias para se tornar branco. Ele fez mesmo cirurgias, mas disse que foram só duas no nariz. Verdade, ou não, outras alterações ficaram muito evidentes em seu visual, como o cabelo e principalmente a cor da pele. Em relação ao cabelo, há quem diga que ele passou a usar peruca depois de um acidente durante a gravação de um comercial em que seu cabelo pegou fogo. Isso teria impedido o cabelo de crescer novamente naquela área afetada.
E sobre sua pele, há afirmações que ele usou pomadas para clareá-la e, mas isso é um procedimento comum entre pessoas que tem vitiligo, um problema de pele que destrói a melanina. O vitiligo era a razão dele estar sempre de luvas, chapéu e guarda-chuva, pois a pele sem melanina fica muito vulnerável aos raios ultravioletas do sol.
Segundo uma profissional que trabalhava com Michael, ela cobria as manchas claras do cantor com maquiagem no mesmo tom de sua pele, mas depois de um tempo esse procedimento ficou inviável e foi necessário inverter a ordem, cobrir as manchas escuras para deixar no tom das partes que já estavam claras.
Michael Jackson esteve no Brasil e gravou um vídeo clipe em uma favela do Rio de Janeiro, durante a gravação uma mulher furou o bloqueio da segurança e agarrou o cantor, a cena entrou para o vídeo. A mulher foi entrevistada por uma tv logo em seguida e sua roupa estava manchada de maquiagem, então a informação da maquiadora de Michael é verdade.

1 – Uma mulher como Papa.
Dizem que no século XIII a Igreja católica nomeou uma mulher como Papa. Até não seria nada de mais, se não fosse por um detalhe, achavam que ela era homem. Joana se passou por homem para poder estudar, já que mulheres não podiam e uma sucessão de fatos a levou até Roma. Alguns cronistas dizem que aconteceu em uma época de crise e confusão na diocese de Roma. Joana, ou João, como ficou conhecida, teria ocupado o cargo durante dois ou três anos, entre o papa Leão IV e o papa Bento III (anos de 850 e 858) e uma de suas contribuições com a história foi em relação a educação, permitindo que mulheres estudassem.
A história já foi retratada em filmes e justificam que para o clero a nomeação de Joana foi uma vergonha tão grande que trataram de eliminar qualquer registro a seu respeito da história da Igreja.

Assista a este conteúdo no vídeo abaixo.

Nenhum comentário: